Você acredita em tendências de moda e de decoração?

Tendências são uma invenção da mídia.”
A frase acima foi dita por Marc Jacobs, diretor de criação da Louis Vuitton, ao visitar a loja com o seu nome que está sendo inaugurada em São Paulo.
A loja Marc Jacobs é a primeira da marca no Brasil e, coincidência ou não, está localizada em frente à loja Louis Vuitton dos Jardins.

O pensamento de Jacobs sobre as tendências é amplo e pode ser aplicado ao universo da decoração, já que ultimamente vem sendo invadido com essa idéia das “tendências”.
Esse conceito tem como único objetivo vender mais e sempre.

Na indústria da moda vem funcionando bem há algumas décadas porque o vestuário tem uma vida útil menor, ou seja, uma roupa não vai durar muito tempo.
E já que você vai ter que comprar outra, melhor que seja diferente.

Mas o perigo de crer, e seguir, as tendências é a padronização.
E acabar comprando e usando produtos que não agradam à você.
Para as revistas de decoração as tendências são excelentes, pois criam oportunidade de trazer faturamento através de anúncios e facilitam a geração de matérias e reportagens de conteúdo editorial.

Não caia em tentação.
Tendências de decoração simplesmente não existem.
Se um arquiteto ou decorador falar isso para você, mande-o pastar.
Contrate um que saiba qual é o seu trabalho.

A decoração da sua casa é muito mais que uma roupinha que você compra para dar uma volta por aí.
Ela vai ser a ligação dos seus sentidos (visual,tátil e auditivo) com o seu modo de vida por um período longo.
Tem que ser agradável e totalmente satisfatória.
Tendência é coisa de quem não tem o que fazer.
Melhor: de quem não sabe como fazer.